• Mão segurando uma planta verde mais a lgomarca do curso de agronomia

Notícias

23/02/2017 09:02

Médio produtor: Caixa oferta até R$ 1,5 bi via Pronamp

A crescente produção agropecuária brasileira está diretamente ligada também ao trabalho feito pelos médios produtores rurais. De acordo com o Ministério da Agricultura, esses produtores estão acima dos parâmetros da agricultura familiar, mas não são enquadrados como de grande porte. O último censo agropecuário aponta que eles são quase 10% dos agricultores brasileiros, de um total de 5,1 milhões de produtores. A maioria dos médios produtores está localizada na região Nordeste, com 30,8% do total. Minas Gerais, Bahia, Rio Grande do Sul, Paraná e São Paulo concentram mais da metade (53,1%) dessa classe de agricultores no país.

O Programa Nacional de Apoio ao Médio Produtor Rural (Pronamp) financia as despesas do custeio da produção agrícola e pecuária. A linha de crédito é destinada a produtores com renda bruta anual de até R$ 1,76 milhão, com mínimo de 80% da renda bruta anual originária de atividades agropecuárias.

A Caixa Econômica Federal disponibiliza aos produtores rurais enquadrados nas regras do Pronamp cerca de R$ 1 bilhão a R$ 1,5 bilhão para a linha de Custeio Antecipado, que possibilita o acesso a recursos para custear as lavouras até 270 dias antes do início do plantio da Safra Verão 2017/2018. “O orçamento pode ser complementado caso haja mais demanda”, enfatiza Humberto Magalhães, diretor de Produtos de Varejo da Caixa.

Essa linha está disponível para as principais culturas, como soja, milho, arroz, trigo, feijão e sorgo, e conta com análise técnica automática para propostas de até R$ 500 mil. Entretanto, o cliente pode tomar R$ 1,5 milhão durante o ano-safra e contar com o crédito para dois plantios diferentes.
A taxa de juros, de 8,5%, é diferenciada em relação à linha para os grandes produtores rurais. “O principal diferencial é atender o médio produtor com taxa de juros bastante reduzida, com prazos adequados”, avalia Magalhães.

Segundo ele, a Caixa também busca garantir mais agilidade e reduzir a burocracia no acesso ao crédito. O produtor interessado em obter os recursos deve ir às agências da Caixa para submeter a análise do seu projeto. Depois de uma série de parâmetros analisados, o agricultor pode ter a aprovação do projeto e, assim, estar apto a obter o crédito.

O prazo para as operações do Pronamp são os mesmos da linha geral do Manual do Crédito Rural (MCR), de até dois anos para custeio.

Fonte: Globo Rural

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.